O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, procurou quarta-feira tranquilizar a população e os mercados, preocupados com a disseminação do novo coronavírus, minimizando o risco para o país, mas sem descartar novas restrições de viagens.

No mesmo dia em que as autoridades disseram ter identificado o primeiro caso de origem desconhecida em território americano, o presidente enfatizou que o contágio “não é inevitável”.

Mais oito casos suspeitos em Portugal

Entretanto, Portugal registou até ontem, quarta-feira, oito casos suspeitos de infecção pelo coronavírus, todos provenientes do norte de Itália, aguardando o resultado das análises a sete pessoas, anunciou a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Para mais pormenores, ASSINE a edição online. Ou compre a edição impressa de 6ª feira, 28 de Fevereiro de 2020.