CORRUPÇÃO: Rússia nega subornos, FIFA pede mais informações à justiça norte-americana

283

A presidência russa negou “categoricamente” que tenha existido qualquer tipo de subornos na obtenção da organização do Mundial2018 de futebol e garantiu que ganhou o direito a receber a competição de uma “forma totalmente legal”.

“Vimos o que saiu na imprensa e não entendo no que se está a falar. A Rússia obteve o direito de acolher o Campeonato do Mundo de uma for-ma absolutamente legal. Não houve suborno algum. Negamos isso categoricamente”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

Para mais pormenores, ASSINE a edição online. Ou compre a edição impressa de 6ª feira, 10 de Abril de 2020.