COVID-19: OS NÚMEROS DA PANDEMIA EM TODOS OS CONDADOS DA FLÓRIDA COM COMUNIDADES PORTUGUESAS

143

Por HENRIQUE MANO | Jornal LUSO-AMERICANO

O estado norte-americano da Flórida, a sul do país, é agora uma das regiões com mais novos casos de COVID-19 nos Estados Unidos. De acordo com o Florida Department of Health, o ‘Sunshine State’ registou apenas hoje, terça-feira, 6093 novos casos da doença – elevando o seu total para 152 434.

O novo coronavírus já fez 3505 mortos na Flórida, um aumento de 58 fatalidades apenas de ontem para hoje.

A situação é preocupante também no seio das comunidades lusas sediadas na Flórida, onde se estima estarem radicados mais de 80 mil portugueses. Das oito associações comunitárias existentes no estado, apenas duas retomaram actividades pós-período de quarentena e, ainda assim, com muitas limitações – pôde apurar o jornal LUSO-AMERICANO.

🦠AS ASSOCIAÇÕES LUSAS

Lembre-se que o Florida Portuguese-American Club, fundado em 1977 na cidade de Fort. Lauderdale, é a associação portuguesa mais antiga na Flórida. Logo a seguir vem a Portuguese-American Suncoast Association, que abriu portas dois anos depois, em 1979. A Portuguese-American Society de Palm Beach surgiria em 1981.

Mais tarde, na mesma década e mais a norte da Flórida, nasceria o Portuguese-American Cultural Center de Palm Coast, mais precisamente em 1987.

Já na década de 90 fundar-se-iam o Portuguese-American Club de Port St. Lucie (1993) e a Portuguese-American Cultural Association de Port Richey (1996). A Portuguese-American Society of SW Florida foi criada em 2002.

🦠CONDADO DE FLAGLER

Em Flagler, onde está concentrada uma das maiores comunidades lusas da Flórida, existem 310 casos confirmados de COVID-19 e 5 mortes. O Portuguese-American Cultural Center da cidade de Palm Coast reabriu há algumas semanas e proporciona apenas serviço de restaurante às sextas, sábados e domingos. É, dos condados com colónias lusas, o que menos casos regista.

🦠CONDADO DE LEE

O condado de Lee, onde se encontra a Portuguese-American Society of SW Florida, tem 5588 casos e 158 mortes. O clube está inactivo mas realiza uma Assembleia Geral dia 5 de Julho para decidir se compra o edifício do Knights of Columbus para sua futura sede.

🦠CONDADO DE BROWARD

A região, onde está localizado o Florida Portuguese-American Club de Fort Lauderdale (agora sem sede própria, depois da venda em 2019 do edifício onde funcionava), tem 15624 casos confirmados de COVID-19 e 383 mortes.

🦠CONDADO DE PINELLAS

O condado de Pinellas, onde está uma das associações lusas mais antigas da Flórida – a Portuguese-American Suncoast Association – contabiliza 6487 casos e 166 mortes.

🦠CONDADO DE PALM BEACHMuito embora tenha menos casos em relação ao vizinho condado de Broward, Palm Beach regista já 14150 casos e um número superior de fatalidades, 510. A PACS reabriu no Dia do Pai mas encerrou dias depois, após a situação da pandemia ser ter deteriorado na Flórida.

🦠CONDADO DE ST. LUCIE

No condado de St. Lucie, registam-se 1724 casos e 47 mortes. O Portuguese-American Club of Port St. Lucie anunciou que abrirá portas dia 1 de Julho, muito embora com limitações.

🦠CONDADO DE PASCO

O condado de Pasco, na região do Golfo do México, tem 1992 casos e 19 mortes. A Portuguese-American Cultural Association de Port Richey mantém-se fechado até ordem em contrário.

🦠CONDADO DE ORANGE

Muito embora o Portuguese-American Club of Orlando se tenha dissociado, vivem no condado de Orange largas dezenas de famílias portuguesas. O condado regista até hoje 10314 casos e 58 mortes.

🦠CONDADO DE MIAMI-DADE

Com 36820 casos confirmados e 991 mortes, o condado de Miami-Dade, a incluir a cidade de Miami, é o que se encontra em situação mais precária na Flórida no que à COVID-19 diz respeito. Não tendo actualmente nenhuma associação lusa, a zona de Miami acolhe, contudo, uma numerosa comunidade portuguesa.

SHARE
Previous articleClassificados