O 42o aniversário do Dia de Portugal em Elizabeth, que devia ser celebrado neste fim- de-semana, vai ficar registado como o ano da esperança que foi destroçada pela pandemia provocada pelo vírus que causou a Covid-19, o qual veio quando menos se esperava e agora não tem pressa de ir embora.

Esta não foi a primeira vez que por várias razões a celebração ficou por realizar, mas agora que as coisas estão devidamente organizadas e é redobrado o entusiasmo sobretudo das camadas mais jovens, é uma realidade que custa aceitar.

Para mais pormenores, ASSINE a edição online.