ERA FILHO ÚNICO DE IMIGRANTES DE PORTO DE MÓS NOS EUA E FALECEU AOS 26 ANOS DE COVID-19

3030

Por HENRIQUE MANO | Jornal LUSO-AMERICANO

A COVID-19 ceifou mais uma jovem vida luso-americana. E novamente em Connecticut.

Jonathan Crachat Carreira Ferreira, de apenas 26 anos de idade, e residente em Newington, faleceu dia 1 de Maio depois de uma luta corajosa contra a COVID-19, deixando destroçada a sua família e amigos.

Jonathan, mais conhecido por Jon, nasceu a 24 de Janeiro de 1994 em Hartford, era filho único de Paulo e Elisabeth (Carreira) Ferreira, naturais de Alqueidão da Serra, Porto de Mós (Portugal). O Jon graduou da Newington High School em 2012 e frequentava a Central Connecticut State University, onde pretendia formar-se em História e Antropologia. Paralelamente, tinha um emprego part-time na cadeia Home Depot, na loja da Berlin Turnpike, onde trabalhava há dois anos e era caixa principal.

Jonathan com os pais Paulo e Elisabeth, num evento familiar: filho único

De acordo com o seu obituário, adorava passar os verões em Portugal com a família; gostava de praticar wrestling e de ouvir bandas K-pop (rock coreano).

Ferreira fez o teste do coronavírus dia 10 de Abril no St. Francis Hospital and Medical Center, de acordo com o diário ‘Hartford Courant’; três semanas depois, faleceu.

O luso-americano é um dos funcionários de lojas de grande superfície que sucumbiram à COVID-19. “Estamos de coração partido com a perda deste nosso empregado e amigo, e os nossos pêsames vão para a sua família”, disse uma porta-voz da Home Depot ao já citado jornal, que adianta ainda que a rede de lojas se ofereceu para pagar as despesas de funeral de Jonathan Ferreira (que ganhava $12 por hora).

“Era uma pessoa muito amigável e tinha sempre um sorriso no rosto para os clientes”, disse sua mãe, Elisabeth Ferreira, ao ‘Hartford Courant’.

Os pais só se puderam despedir do filho por FaceTime, com a ajuda dos médicos; Elisabeth Ferreira contou ao ‘Hartford Courant’ terem sido estas as últimas palavras de mãe para o filho: “Jonathan, nós gostamos muito de ti, nunca te vamos esquecer e agora vais estar junto de Deus.”

De acordo com o seu obituário, adorava passar os verões em Portugal com a família; gostava de praticar wrestling e de ouvir bandas K-pop (rock coreano)

Jonathan Ferreira deixa de luto, para além dos pais, o avô paterno Manuel Ferreira, a tia Maria Manuela Silva e o tio Samuel Saragoça Carreira; os avós maternos João Carreira e Laura de Jesus Saragoça e Emília Crachat Ferreira, entre inúmeros outros familiares.

A família Ferreira agradece a dedicação e compaixão dos técnicos de EMS em Newington assim como o pessoal médico do Hartford Hospital assim como a paróquia de Nossa Senhora de Fátima e a comunidade portuguesa em geral pelos donativos e afecto recebidos.

Paz à sua alma e condolências à família.