EUA | PORTUGUÊS DE 57 ANOS MORRE SOTERRADO EM ACIDENTE DE CONSTRUÇÃO EM LONG ISLAND, NY

8102
Diniz Aurélio dos Santos Almeida era natural de Tondela e vai a sepultar na sua terra natal

Por HENRIQUE MANO | Jornal LUSO-AMERICANO

É hoje, 6.ª feira, em Newark, NJ, o velório do português que pereceu esta terça, 28, num acidente de trabalho na região nova-iorquina de Long Island. Os serviços fúnebres de Diniz Aurélio dos Santos Almeida estão a cargo da Buyus Funeral Home, no 426 da Lafayette, e decorrem das 5:00 da tarde às 8:00 da noite.

O malogrado tinha 57 anos de idade, era natural de Tondela (Viseu) e residia em Kenilworth, NJ; vai a sepultar na sua terra natal, no Cemitério de Caparrosinha, em Campo de Besteiros.

O acidente deu-se numa residência em que trabalhava na Wolver Hollow Road, em Brookville, NY, quando uma trincheira desabou durante a construção de uma fossa séptica – segundo a polícia do Condado de Nassau.

Almeida e outro trabalhador ainda não identificado cavavam um buraco para a instalação do tanque quando as paredes subitamente cederam; os dois caíram 30 pés para dentro do buraco e foram rapidamente cobertos por terra e areia molhada.

Dinis Aurélio dos Santos Almeida era natural de Tondela, Viseu (Portugal) e emigrou aos 23 anos de idade para os Estados Unidos; viveu sempre no Ironbound até em 2005 se mudar para Kenilworth.

Era encarregado de obras há vários anos da RC Structures Inc., baseada em Roslyn, NY, e foi membro da Casa de Tondela de Newark.

O trágico acontecimento deixa de luto a esposa, Maria de Fátima Gonçalves da Cruz Almeida; o filho Brian Almeida e a nora Eva; os irmãos Rui Almeida (e cunhada Darlene Sousa) e Elizabete Almeida (e cunhado  Denilson de Jesus), para além de vários outros familiares.

Em vez de flores, a família agradece donativos para o St. Jude Children’s Research Hospital (www.stjude.org).

As nossas sentidas condolências à família enlutada.

O acidente deu-se numa residência em que trabalhavam na Wolver Hollow Road, em Brookville, NY, quando uma trincheira desabou durante a construção de uma fossa séptica – segundo a polícia do Condado de Nassau