FARMINGVILLE | A extraordinária trajectória de vida do imigrante José Covas

410

Poucas figuras têm a sua marca tão vincada no movimento associativo português no condado nova-iorquino de Suffolk como o empresário José Covas. Ao longo de quase 7 décadas, este transmontano oriundo da freguesia de Vidago contribuiu de forma ímpar para ajudar a moldar a presença lusa a leste da região de Long Island: é responsável não apenas pelo surgimento do dinâmico Portuguese-American Center of Suffolk, com sede em Farmingville (do qual foi 1.º presidente e onde se mantém sócio número 1), como foi fundador da Escola ‘Antero de Figueiredo’, que lhe está agregada.
José Covas teve ainda um papel crucial na extinta American Foundation for Charities of Portugal, que canalizou mais de 2 milhões de dólares em donativos para Portugal, e é a locomotiva que faz andar o Grupo Transmontano, uma associação de naturais daquela província nortenha que se formou para ajudar o Grupo Desportivo de Chaves a
subir à 1.ª Divisão e que, à deriva, foi contribuindo para as mais solidárias das causas, cá e lá.

• Para mais pormenores, ASSINE a edição online. Ou compre a edição impressa de 4.ª feira, 27 de Março de 2019.