Mais de sessenta passageiros do voo da TAP com destino a Portugal de segunda-feira à noite do aeroporto de Newark foram impedidos de viajar, por não terem um teste de Covid-19, que correspondesse aos parâmetros exigidos pelas autoridades portuguesas.

Mais de sessenta passageiros do voo da TAP com destino a Portugal de segunda-feira à noite do aeroporto de Newark foram impedidos de viajar, por não terem um teste de Covid-19, que correspondesse aos parâmetros exigidos pelas autoridades portuguesas.

O LUSO-AMERICANO foi alertado no final do dia para essa situação por um passageiro, Miguel Bastos, que foi impedido de embarcar.

Bastos tinha um teste de Covid -19 realizado em Green Brook, mas os funcionários da TAP impediram-no de viajar já que o teste não tinhas as siglas RT-PCR requeridas pelas autoridades portuguesas. Nessa situação encontravam-se mais 60 passageiros, de acordo com Bastos.

Esses passageiros contactaram a TAP e encontravam-se ainda a tentar desbloquear essa situação, que passou por nova marcação.

O LUSO-AMERICANO está a investigar essa situação e apresentará uma reportagem exaustiva na próxima sexta-feira

Para mais pormenores, ASSINE a edição online. Ou compre a edição impressa de 4ª feira, 5 de Agosto de 2020.