ROSTOS DO FOLCLORE PORTUGUÊS NA AMÉRICA: OS IRMÃOS JEFFREY, ALEXANDER E ANTHONY PORTAL

339
FOTO: Jornal LUSO-AMERICANO Os irmãos Alexander, Anthony e Jeffrey Portal, do Rancho Folclórico do Clube Português de Hartford, CT

• Por HENRIQUE MANO | Jornal LUSO-AMERICANO

👤NOME: Jeffrey Portal

👤IDADE: 30 anos

👤LOCAL DE NASCIMENTO: Hartford, Connecticut

👤ORIGENS PORTUGUESAS: o pai, Domingos Portal, nasceu em Capeludos (Trás-os-Montes); a mãe, Rosemarie Portal, nasceu em Hartford, CT filha de imigrantes ribatejanos de Cortiças-Serra de Aire

👤FORMAÇÃO ACADÉMICA: Formou-se em engenharia civil pela University of Hartford

👤EMPREGO: Engenheiro afecto ao Connecticut Department of Transportation

👤CARREIRA NO RANCHO: Dançarino desde os 11 anos e membro da direcção

🗞ENTREVISTA

LUSO-AMERICANO: Qual é a importância para ti de te manteres ligado às raízes portuguesas?

JEFFREY PORTAL: É mantermo-nos em família, não apenas com aquela que é de sangue, mas com os diversos amigos com quem crescemos que são também portugueses e com quem partilhamos tradições similares e o amor à nossa cultura – para além de participarmos nos mesmos eventos sociais comunitários. Podermos perceber em conjunto as nossas raízes é algo que nos torna mais sólidos como indivíduos. É interessante verificar que este é um fenómeno que ocorre não apenas em Hartford, mais um pouco pela diáspora lusa em todo o mundo.

LA: O que é que, como português, te deixa mais orgulhoso?

JP: Podermos viver em comunidade e celebrar os mesmos valores – da História à gastronomia, dança, música e futebol. E sobretudo podermos fazê-lo ao mesmo tempo que abrimos os braços aos nossos amigos americanos.

LA: Qual é a tua palavra favorito em português?

JP: ‘Saudade’. Uma palavra difícil de traduzir directamente para o inglês, mas que tem semelhanças com a palavra ‘nostalgia’, evocando muito dos sentimentos que nos vão pela alma – sobretudo em relação ao passado.

LA: Qual é a figura portuguesa que mais admiras, actual ou do passado?

JP: O Infante D. Henrique, o Navegador, cuja visão produziu as primeiras grandes trocas comerciais e de conhecimento entre os povos que o mundo já viu. É o homem responsável pelo começou da chamada Era das Descobertas e da Exploração, que, aliás, transformou Portugal numa superpotência. As tecnologias marítimas por ele desenvolvidas permitiram desbravar os mares e navegar para além do horizonte. O mundo seria hoje um lugar bem diferente, não tivesse ele iniciado estas transformações.

👤NOME: Alexander Portal

👤IDADE: 27 anos

👤LOCAL DE NASCIMENTO: Hartford, Connecticut

👤ORIGENS PORTUGUESAS: o pai, Domingos Portal, nasceu em Capeludos (Trás-os-Montes); a mãe, Rosemarie Portal, nasceu em Hartford, CT filha de imigrantes ribatejanos de Cortiças-Serra de Aire

👤FORMAÇÃO ACADÉMICA: Formou-se em administração de empresas pela Central Connecticut State University

👤OCUPAÇÃO PROFISSIONAL: consultor da AETNA

👤CARREIRA NO RANCHO: dançarino desde os 9 anos de idade

🗞ENTREVISTA

LUSO-AMERICANO: Qual é a importância para ti de te manteres ligado às raízes portuguesas?

ALEXANDER PORTAL: Essencialmente porque, dessa forma, poderei dar continuidade às tradições dos meus avós e pais, uma vez que são elas o que nos definem como indivíduos.

LA: O que é que, como português, te deixa mais orgulhoso?

AP: Saber, sobretudo, que as minhas origens estão vincadas no país que é responsável pela descoberta de grande parte do mundo tal como o conhecemos – o que realmente me faz ter um profundo orgulho em ser português.

LA: Qual é a tua palavra favorito em português?

AP: ‘Família’, sabendo que a minha representa tudo para mim. Sem ela não seria o que sou hoje.

LA: Qual é a figura portuguesa que mais admiras, actual ou do passado?

AP: Luís de Camões, que, com os seus versos incomparáveis, descreveu a epopeia dos Descobrimentos e a Era Dourada da História de Portugal. Graças à sua extraordinária obra, muitas vezes referimo-nos à língua portuguesa como a ‘Língua de Camões’. E o Dia de Portugal é, essencialmente, o dia em que se comemora a data da sua morte, o poeta, o escritor e o símbolo nacional.

👤NOME: Anthony Portal

👤IDADE: 16 anos

👤LOCAL DE NASCIMENTO: Hartford, Connecticut

👤ORIGENS PORTUGUESAS: o pai, Domingos Portal, nasceu em Capeludos (Trás-os-Montes); a mãe, Rosemarie Portal, nasceu em Hartford, CT filha de imigrantes ribatejanos de Cortiças-Serra de Aire

👤FORMAÇÃO ACADÉMICA: Frequenta o liceu Rocky Hill High School, em Connecticut

👤CARREIRA NO RANCHO: Diz pertencer ao rancho praticamente desde o dia em que nasceu… É dançarino e tocar de concertina

🗞ENTREVISTA

LUSO-AMERICANO: Qual é a importância para ti de te manteres ligado às raízes portuguesas?

ANTHONY PORTAL: Manter-me próximo das minhas raízes é importante porque ser português é parte da herança que carrega a minha família. Era ainda um bebé quando comecei a ser exposto a tudo o que é português, do folclore à música. Tenho muitos amigos na comunidade portuguesa e adoro estar envolvido em tudo o que diga respeito a Portugal.

LA: O que é que, como português, te deixa mais orgulhoso?

AP: Dançar e tocar concertina deixa-me orgulhoso, é algo que me permite mostrar aos outros aquilo que gosto de fazer.

LA: Qual é a tua palavra favorito em português?

AP: ‘Concertina’, porque traduz um valor sentimental que transporto em mim, uma vez que estou sempre agarrado a ela.

LA: Qual é a figura portuguesa que mais admiras, actual ou do passado?

AP: Sempre admirei o Cristiano Ronaldo. Pelo seu trabalho árduo, pela ética que demonstra e pelo seu incrível talento dentro e fora dos relvados. À medida que fui crescendo, vi nele um exemplo a seguir pela determinação a que se entrega àquilo que faz. Não só me me inspira a mim, como a milhões de outras pessoas pelo mundo fora.