Fábio Coentrão deu ontem a entender que a sua carreira como futebolista profissional já chegou ao fim.

“Sou jogador de futebol reformado”.

Foi assim que o antigo internacional português se apresentou no início do seu depoimento no Tribunal do Monsanto, relativo ao julgamento do ataque à Academia do Sporting, em Alcochete, quando questionado sobre a profissão.

Para mais pormenores, ASSINE a edição online. Ou compre a edição impressa de 6ª feira, 31 de Janeiro de 2020.