Há “apreensão” entre luso-descendentes que pensam fazer férias em Portugal

324

“Há algumas pessoas que, pontualmente, sabemos que não estão preocupadas porque a vontade de vir a Portugal é grande, outros, mais ponderados, têm essa apreensão e têm manifestado a sua apreensão e colocado uma série de questões. Mas existe essa apreensão”, disse à Lusa José Governo, em chamada telefónica.

No caso americano, a apresentação de testes feitos nos Estados Unidos e que não são reconhecidos à chegada, obrigando os passageiros a repetir o teste e a ter de pagar 100 euros pela realização do mesmo é outro aspecto negativo que não impulsiona os emigrantes a escolher Portugal para férias este ano.