É ao volante de um camião TIR Volvo com capacidade para transportar 80 mil libras de mercadoria que o camionista português José Carvalheiro percorre a América de costa a costa – ao serviço do Grupo Seabra.

“A minha rota começa em Palm Coast, na Flórida, onde vivo, rumo à cidade de Newark, New Jersey, para abastecer o camião nos armazéns do Grupo Seabra. Sigo depois para Okland, na Califórnia, onde também temos um armazém”, conta o camionista, em entrevista ao jornal LUSO-AMERICANO.

A vista de uma auto-estrada por essa América fora do camião do português José Carvalheiro, que trabalha para o Grupo Seabra: há 22 nos EUA

O trajecto em ambos os sentidos tira 9 mil milhas ao veículo pesado de Carvalheiro e perfaz-se em duas semanas e meia. Com os frigoríficos repletos de produtos portugueses e brasileiros, este imigrante de Figueira da Foz há 22 anos nos Estados Unidos é parte do grupo de profissionais que estão a abastecer os supermercados do país neste tempo de crise profunda.

“Há sempre receio, sabemos que isto não é brincadeira, é uma coisa séria, mas é nossa obrigação levar alimentos às pessoas”, diz José Carvalheiro. “É verdade que tenho medo, mas vou e faço o que tenho de fazer. É uma missão.”

Na estrada, Carvalheiro diz ser notável a diminuição do tráfego – “vêem-se mais camiões do que carros ligeiros em todos os estados por onde passo. As áreas de descanso para os camionistas estão abertas, mas os restaurantes é só para take-out.”

O camionista, que é casado e tem dois filhos em New Jersey (onde viveu até à mudança para a Flórida), prevê já ter acumulado 2 milhões de milhas de estrada, apenas nos EUA (em Portugal dedicava-se ao mesmo)

O camionista também está a seguir as regras de higienização necessárias, desinfectando o volante e outras áreas do camião (onde aliás dorme) que toca com frequência e recorrendo ao uso de máscara.

De acordo com José Carvalheiro, os camionistas, por lei, conduzem 11 horas seguidas e, seguidamente, são obrigados a estar 10 horas parados. Após 70 horas de estrada, exige-se período de 34 de descanso.

O camionista, que é casado e tem dois filhos em New Jersey (onde viveu até à mudança para a Flórida), prevê já ter acumulado 2 milhões de milhas de estrada, apenas nos EUA (em Portugal dedicava-se ao mesmo).

É ao volante de um camião TIR Volvo com capacidade para transportar 80 mil libras de mercadoria que o camionista português José Carvalheiro percorre a América de costa a costa – ao serviço do Grupo Seabra

José Carvalheiro está neste momento a caminho da Califórnia, onde chegou ontem.

Para quem também ganha a vida na estrada, o português deixa estes conselhos: “Recomendo que tenham o máximo de cuidado com a higiene e que sigam todas as instruções dadas pelo nosso governo. Quem puder ficar em casa, que fique e boa saúde para todos.”