ENFERMEIRA LUSO-AMERICANA TRATA DE CRIANÇAS COM COVID-19 NO MELHOR HOSPITAL PEDIÁTRICO DOS ESTADOS UNIDOS

622

Por HENRIQUE MANO | Jornal LUSO-AMERICANO

Formou-se pela Northeastern University e faz carreira de enfermagem desde 2002 no prestigiado Boston Children’s Hospital, em Massachusetts, a profissional de saúde Sónia Almeida Santos. Filha de imigrantes de Seia, uma cidade portuguesa do distrito da Guarda, na província da Beira Alta, que se estabeleceram nos Estados Unidos na década de 70, Sónia nasceu em Cambridge, MA, e completou os estudos liceais em Somerville, para onde entretanto a família se mudou.

A pandemia do COVID-19 não poupa idades e o ‘Boston Children’s Hospital’ está a tratar doentes pediátricos com coronavírus

Em 2002 junta-se como enfermeira assistente ao Boston Children’s Hospital e, três anos depois, ao terminar a formação superior em enfermagem, passa a profissional de saúde de pleno direito.

❝O BOSTON CHILDREN’S HOSPITAL É UM HOSPITAL DE REFERÊNCIA MUNDIAL E PASSAM POR AQUI PACIENTES DE 140 NACIONALIDADES, NOMEADAMENTE DE PORTUGAL E DO BRASIL❞

➔Sónia Almeida Santos

Enfermeira cuidados intensivos

Boston Children’s Hospital

“Estou afecta à unidade de cuidados intensivos, com foco especial em casos cardíacos, por onde passam menores de todas as idades, inclusive recém-nascidos”, afirma Sónia Almeida Santos, em entrevista ao jornal LUSO-AMERICANO. “O Boston Children’s é um hospital de referência mundial e passam por aqui pacientes de 140 nacionalidades, nomeadamente de Portugal e do Brasil.”

A pandemia do COVID-19 não poupa idades e o ‘Boston Children’s Hospital’ está a tratar doentes pediátricos com coronavírus. “O ambiente de trabalho aqui é altamente seguro e são nos facultados todos os equipamentos de protecção individual necessários para cumprirmos com as nossas funções”, garante a enfermeira luso-americana. “Somos um hospital com todas as capacidades para fazer frente a esta crise, tanto do ponto de vista humano, como técnico. Tenho mesmo muito orgulho em fazer parte desta família incrível de dedicados profissionais de saúde.”

“Estou afecta à unidade de cuidados intensivos, com foco especial em casos cardíacos, por onde passam menores de todas as idades, inclusive recém-nascidos”, afirma Sónia Almeida Santos, em entrevista ao jornal LUSO-AMERICANO

De acordo com Sónia Almeida Santos, os pacientes de COVID-19 naquela unidade hospitalar – que ainda não registou nenhuma fatalidade ligada à pandemia – “estão todos a recuperar bem.”

❝SOMOS UM HOSPITAL COM TODAS AS CAPACIDADES PARA FAZER FRENTE A ESTA CRISE, TANTO DO PONTO DE VISTA HUMANO, COMO TÉCNICO ❞

➔Sónia Almeida Santos

Enfermeira cuidados intensivos

Boston Children’s Hospital

Há já 6 anos que o ‘Boston Children’s Hospital’ é considerado a melhor instituição do género nos Estados Unidos pela ‘U.S. News & World Report’. Tem parcerias com os conceituados Harvard Medical School e Dana-Farber Cancer Institute e engloba 40 departamentos clínicos, subdivididos em 258 especialidades. Em 2018, passaram pelas suas emergências 60 mil pacientes.

Sónia Almeida Santos faz parte de uma equipa de cerca de dois mil profissionais de saúde ao serviço do hospital, dos quais 2700 estão em enfermagem. O ‘Boston Children’s Hospital’ foi fundado em 1869 pelo médico Francis Henry Brown, um cirurgião que combateu na Guerra Civil americana.

A enfermeira de origem portuguesa é a segunda à direita, num grupo de profissionais de saúde do ‘Boston Children’s Hospital’ a comemorar o facto de, pelo sexto ano consecutivo, ter sido escolhido como a melhor unidade de pediatria do país pela US News & World Report

A quem tem filhos menores e está em isolamento em casa, a enfermeira aconselha: “Pratiquem distanciamento social. Lavem as vossas mãos e as dos vossos filhos com a maior frequência. Evitem que eles levem as mãos à cara, sobretudo quando estão a comer. É importante também higienizar todas as superfícies da casa, assim como as maçanetas das portas e os interruptores das luzes.”

❝LAVEM AS VOSSAS MÃOS E AS DOS VOSSOS FILHOS COM A MAIOR FREQUÊNCIA. EVITEM QUE ELES LEVEM AS MÃOS À CARA, SOBRETUDO QUANDO ESTÃO A COMER❞

➔Sónia Almeida Santos

Enfermeira cuidados intensivos

Boston Children’s Hospital

Almeida Santos, que faz turnos de 12 horas das 7:00 da manhã às 7:00 da noite, faz uso na sua actividade profissional do domínio do português, “que aprendi a falar com os meus pais. Ainda hoje é como nos comunicamos, sempre em português. Andei na escola portuguesa em Cambridge mas para aprender a escrever e ler.”

Nota que a comunicação na língua materna com os pais de um paciente menor “é um canal importante de confiança entre as duas partes.”

O ‘Boston Children’s Hospital’ está a levar a cabo acções de parceria com outros hospitais da região mais afectados pela crise da COVID-19, “tanto no envio de equipas médicas como de equipamento. Também arranjamos fundos para a compra de comes-e-bebes para os nossos colegas de outros hospitais, como forma de conforto.”

O espírito de solidariedade está, aliás, nas veias da enfermeira luso-descendente, que, de 2012 a 2015, por iniciativa própria, participou em missões médicas em El Salvador.

Sónia Almeida Santos está casada com um português oriundo da ilha da Graciosa, Açores, Gary Santos, agente imobiliário para a Park Hill Real Estate, de quem tem dois filhos.